7.22.2014

Filme | O mágico de Oz

Ontem eu assisti o filme O mágico de Oz, o de1939 e gostei muito, muito mesmo.
Tudo bem que eu tenho uma super queda pela história de O mágico de Oz e que esse era um filme que eu queria muito assistir (e eu sempre gosto dos filmes que eu tenho muita vontade de assistir).




Mas voltando ao filme. O longa, por ser antigo, exige um tanto de paciência no começo, pois ele possui um ritmo mais lento do que estamos acostumados: eu fiquei esperando com muita ansiedade o tornado que levaria Dorothy e Totó para Oz, enquanto ela reclamava com o pessoal da fazenda sobre o que a vizinha tinha feito ao cachorro; fiquei esperando enquanto ela caía dentro do chiqueiro (sério que não acreditei nessa cena!); fiquei esperando enquanto ela pensava em fugir e fiquei esperando enquanto era convencida a voltar para casa, até que finalmente o tornado apareceu.


Após toda aquela cena da casa dentro do tornado, quando ela cai em Oz e abre a porta que dá para o lado de fora, tudo se transforma. Após vinte (longos)  minutos de filme (cheios de expectativas) em tom sépia, tudo fica colorido num piscar de olhos tão bem feito que você quase não repara.

























A história é a mesma de sempre: Dorothy sai do Kansas por meio de um tornado e cai em Oz, onde para conseguir retornar à casa, precisa encontrar o mágico de Oz, na cidade das Esmeraldas. Sempre seguindo a estrada de tijolos amarelos, ela encontra o Espantalho que deseja um cérebro, o Homem de Lata que deseja um coração e o Leão que deseja coragem.



Entretanto, senti muita falta de saber melhor como que foi chegar na cidade das Esmeraldas (muito embora eu não conheça a história original, aquela do livro, mesmo). Todas as vezes que ela encontrou um amigo, soou extremamente jogado pra mim.



Por mais que eu tenha reparado nesse "defeito" que me desanimou um pouco ao final do filme, eu gostei bastante dele no geral, com as músicas que fazem a gente querer estar lá e gente, como a Judy Garland é linda! (queria ser ela mimimi)



Enfim, o filme é lindo e vale a pena! Já assistiu? O que achou?


© Napolitano como meu pé - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Elane Medeiros - Isaú Vargas.
Tecnologia Blogger.
imagem-logo